Logotipo Olho no Carro

Veja aqui 5 dicas de como fazer Test Drive em seminovos, para identificar possíveis problemas e garantir a melhor compra.

Mesmo que a pandemia e o uso de tecnologias, como a Realidade Virtual, estejam levando os compradores a optar pela compra de veículos sem contato, o Test Drive é uma ótima forma de identificar problemas mecânicos. Saiba mais!

Test Drive em seminovos: 5 dicas do que observar!

1 – Analise o motor

É importante que você fique atento aos ruídos. Um motor que funciona corretamente deve ter um ruído linear e uniforme.

Para que você possa perceber melhor os ruídos do motor, deixe o carro parado e com o capô aberto. Se posicione em frente ao carro e peça para que alguém pise no acelerador para você. Caso haja algum problema com o motor do veículo, você poderá ouvir um ruído metálico, principalmente nos momentos de aceleração.

Outro fator que deve chamar a sua atenção é a fumaça branca saindo do escapamento, pois ela também indica que há algum problema com o motor do carro.

Leia também: motor retificado, o que é? Vale a pena comprar um carro assim?

2 – Teste os freios

É possível dizer que essa é uma das partes mais importantes do veículo, pois problemas no freio podem ocasionar acidentes graves.

Para testar o freio do carro, mantenha o pedal de freio levemente pressionado e veja se você consegue sentir algum tipo de vibração. Pois, caso isso aconteça, pode ser um sinal de que os discos estão empenados.

Preste atenção também nos ruídos que o carro faz ao frear. Ruídos metálicos podem indicar que as pastilhas de freio estão gastas.

Se o carro tiver freios ABS, o ideal é que você procure um lugar afastado e seguro para testar o carro, de forma que você possa dar algumas freadas mais bruscas.

3 – Fique atento às trepidações

Para que o Test Drive seja feito de uma forma mais eficiente, procure por ruas que tenham asfalto irregular.  Assim, você pode identificar se há ruídos suspeitos vindo da suspensão ou do interior do veículo.

Os ruídos vindos do interior do veículo podem indicar que ele é muito rodado. Portanto, fique atento a isso e veja se as condições do carro condizem com a quilometragem de um veículo seminovo.

4 – Teste as marchas

Teste as marchas do carro de várias formas, com um giro abaixo do normal, com giro alto e fazendo reduções. Assim, será possível identificar se as marchas estão arranhando ou se a embreagem vai exigir reparos em breve.

5 –  Não se esqueça de conferir o sistema elétrico

Muitas vezes, pela excitação e a vontade de comprar o carro, é comum que você se esqueça de avaliar o sistema elétrico, mas ele também é muito importante para o bom funcionamento do veículo.

Sendo assim, peça para que alguém acenda os faróis do carro e pisque as setas, enquanto você observa do lado de fora se as luzes acendem corretamente.

Verifique também se as luzes de ABS, Airbags e controle de estabilidade acendem no painel no momento em que você vira a chave.

Dica extra: consulte o histórico completo do veículo antes de comprar!

Um veículo seminovo, apesar do pouco tempo de uso, pode ter situações em seu histórico que impedem a sua transferência ou diminuem o seu valor de mercado como, por exemplo, restrições, gravame, histórico de roubo e furto e batidas.

Com a consulta completa da Olho no Carro, além de ter acesso a todo o histórico do veículo apenas pela placa, você poderá contar com algumas funcionalidades como o gráfico de variação de preço do veículo.

Esse gráfico permite que você saiba qual foi a variação de preço do veículo ao longo de 12 meses, assim fica muito mais fácil definir o melhor momento de compra e evitar carros que desvalorizam muito rápido.

Leia também: como a consulta veicular pode te ajudar a escolher o melhor carro seminovo?