Logotipo Olho no Carro

Sim, existe uma época do ano que é ideal para comprar carros seminovos ou usados! E nós vamos te contar qual é.

Quando pensamos em comprar carros seminovos ou usados, muitas vezes não nos atentamos a qual é a melhor época para fechar negócio. O fato é que, se forem comprados no período certo, a economia pode ser de até 10%!

O melhor é comprar carros seminovos ou usados no final e no início do ano! Entenda porque:

Os últimos e os primeiros meses do ano podem ser bastante favoráveis para quem está pensando em negociar um veículo, porque existe um acúmulo de carros restantes do ano anterior.

Além disso, nos últimos meses do ano, as montadoras estão lançando seus modelos mais modernos e tendem a liquidar os anteriores, antes que fiquem ultrapassados.

Isso significa que há um incentivo para renovação de estoque por parte das montadoras e concessionárias, para não terem prejuízos.

Como nessa época também surgem grandes gastos (festas de fim de ano, materiais escolares, IPTU, férias…), um menor número de pessoas estão dispostas a adquirir mais gastos, como um carro. Sendo assim, para atrair mais consumidores, as concessionárias lançam promoções e descontos.

E aqui vai uma boa dica: negocie carros que já venham com o IPVA do ano pago.

Leia também: IPVA 2022 – calendário de pagamento IPVA de todos os estados!

EXTRA: o segredo, em qualquer período, é a negociação!

Agora que você já sabe qual é a melhor época para comprar carros seminovos ou usados, anote algumas dicas para negociar melhor:

1 – Prefira os carros seminovos ou usados que estão sendo mais bem vistos no momento

Procure avaliações de carros feitas por blogs e canais do YouTube para entender quais são os prós e contras do carro que você pensou em comprar e faça comparações entre modelos.

Dica: a Olho no Carro disponibiliza, na consulta completa, uma tabela comparativa que te ajuda a saber qual é o carro que atende às suas necessidades e cabe no seu bolso. Clique aqui para saber mais!

2 – Pesquise a origem e o histórico do carro

Sempre verifique a procedência do veículo! 

Batidas, passagem por leilão, roubo e furto, adulteração de quilometragem, débitos, multas e restrições são só alguns dos problemas que veículos usados e seminovos podem ter.

Por isso, antes de comprar, anote a placa do carro e faça uma consulta veicular.

Quer se prevenir e fazer a consulta completa do veículo?

3- Faça o Test Drive antes de fechar negócio

O Test Drive pode te dar a impressão geral do carro, te ajudar a avaliar o conforto, sentir a dirigibilidade, e saber se o veículo faz barulhos estranhos, que podem indicar problemas no motor.

Não é só saber se o carro anda bem, mas conferir se você se adapta aos bancos, ao câmbio ou mesmo saber se o carrinho do bebê cabe no porta-malas.

Clique aqui e confira algumas dicas para não errar no Test Drive!

4- Fique atento à quilometragem

Um critério importante na compra do veículo usado ou seminovo é a quilometragem.

Carros com baixa rodagem são mais valorizados porque, além do pouco tempo de uso, eles são mais conservados e têm um custo menor de manutenção. 

Redobre a atenção em modelos com alta quilometragem, e faça uma vistoria muito mais minuciosa nos motores. Além disso, verifique estado de pneus, estepe, bateria e motor.

Leia também: Qual é a quilometragem ideal para um carro usado ou seminovo?

5 – Peça ajuda a um mecânico de confiança

Mesmo que você tenha conhecimentos sobre mecânica de carros, peça ajuda para um mecânico de confiança quando for avaliar o veículo. Ele terá a visão mais imparcial, conseguirá observar minúcias e coisas que você jamais veria.

Peça opinião sobre o visual (lataria e parte interna) e a mecânica do veículo (ruídos estranhos do motor e freio, suspensão e amortecedores, alinhamento e balanceamento).

6 – Não tenha pressa

Na hora da compra, a última coisa que você precisa ter ou demonstrar é pressa. 

Faça a pesquisa com calma e pesquise em mais de um lugar até ter certeza! Avalie, além do valor e quilometragem, o custo de manutenção do carro! 

A calma é fundamental para não ter medo de pedir descontos ou benefícios e fazer a melhor negociação.

Leia também: Como comprar meu primeiro carro? Tudo o que você precisa saber para sair do busão!