Logotipo Olho no Carro

Está pensando em comprar uma moto? Então confira quais foram as 10 motos mais vendidas em 2021!

Vai investir em uma moto usada?

Evite problemas e consulte a placa do veículo antes de fechar negócio!

Veja agora a lista das 10 motos mais vendidas em 2021!

1 – Honda CG 160 Fan

Imagem representativa da moto CG 160 Fan na cor azul.
Imagem retirada de banco de dados público digital

Número de emplacamentos em 2021: 136.381

Mês com mais vendas: Julho (14.835)

Preço em média (modelo 2021): R$ 11.760,00

A moto mais vendida em 2021 foi a Honda CG 160 Fan. Por dentro do design esportivo e robusto, o veículo conta com um motor que pode chegar a 14,9 cv (se movido a gasolina) e 15,1 cv quando tem o etanol como seu combustível.

Essa moto pesa 116 kg e tem um tanque de 16,1 litros de capacidade. O modelo de 2022 conta ainda com rodas de liga leve com cinco raios duplos e está disponível nas cores azul perolizado, vermelho e preto.

Gasolina, etanol ou flex? Saiba mais sobre as diferenças clicando aqui.

2 – Honda NXR 160 Bros

Imagem representativa da moto Honda NXR 160 Bros azul.
Imagem retirada de banco de dados público digital

Número de emplacamentos em 2021: 112.689

Mês com mais vendas: Dezembro (12.253)

Preço em média (modelo 2022): R$ 15.330,00

Ocupando a segunda colocação no ranking das 10 motos mais vendidas em 2021, está a Honda NXR 160 Bros. Esse veículo é versátil e anda bem em qualquer tipo de terreno.

Além disso, o motor é flex e pode chegar a 14,5 cv de potência e 1,46 kgfm de torque quando está abastecido com gasolina ou 14,7 cv e 1,60 kgfm de torque quando o combustível é o etanol.

3 – Honda Biz 125

Imagem representativa da moto Honda Biz 125 azul.
Imagem retirada de banco de dados público digital

Número de emplacamentos em 2021: 111.681

Mês com mais vendas: Dezembro (11.820)

Preço em média (modelo 2021): R$ 12.000,00

A Honda Biz 125 ficou na 3ª colocação entre as motos mais vendidas de 2021. Conhecida por ser um modelo mais prático, esse veículo, em sua versão mais nova, vem com câmbio semiautomático, auxiliando em sua condução.

O motor da Biz 125 é flex, alcança 9,2 cv e 1,04 kgfm independentemente do combustível utilizado.

4 – Honda Pop 110i

Imagem representativa da moto Honda Pop 110i branca.
Imagem retirada de banco de dados público digital

Número de emplacamentos em 2021: 105.903

Mês com mais vendas: Dezembro (10.892)

Preço em média (modelo 2021): R$ 7.850,00

Quarta moto mais vendida em 2021, a Honda Pop 110i é equipada com um sistema de freios chamado CBS, que promete distribuir melhor a frenagem entre suas duas rodas, mantendo o veículo equilibrado.

Diferentemente dos outros modelos já apresentados nessa lista, a Pop 110i é movida somente a gasolina e seu motor atinge 7,9 cv e conta com 0,90 kgfm de torque.

5 – Honda CG 160 Start

Imagem representativa da moto CG 160 Start prata.
Imagem retirada de banco de dados público digital

Número de emplacamentos em 2021: 84.590

Mês com mais vendas: Dezembro (9.389)

Preço em média (modelo 2021): R$ 11.570,00

Mais uma moto da linha CG, a Honda 160 Start foi o 5º modelo entre as 10 motos mais vendidas em 2021. Ela tem um design mais esportivo assim como na Honda CG 160 Fan e traz o sistema CBS de freio, que aciona simultaneamente o dianteiro e o traseiro.

Esta moto só pode ser abastecida com gasolina e chega a 14,9 cv de potência, combinado com 1,40 kgfm de torque. Já o tanque é de 14,6 litros, um pouco menor que a da Honda 160 Fan.

6 – Honda CG 160 Titan

Imagem representativa da moto Honda CG 160 Titan amarela.
Imagem retirada de banco de dados público digital

Número de emplacamentos em 2021: 78.115

Mês com mais vendas: Outubro (8.320)

Preço em média (modelo 2022): R$ 13.780,00

Com um ar mais sofisticado, a Honda CG 160 Titan também foi uma das motos mais vendidas no ano passado. Seu motor flex garante 14,9 cv e 1,40 kgfm de torque quando está abastecido com gasolina e 15,1 cv, além de 1,54 kgfm com etanol.

A Titan tem um tanque de 16,1 litros e conta com transmissão de cinco velocidades.

7 – Honda Biz 110i

Imagem representativa da moto Honda Biz 110i cinza.
Imagem retirada de banco de dados público digital

Número de emplacamentos em 2021: 46.728

Mês com mais vendas: Julho (5.103)

Preço em média (modelo 2021): R$ 9.580,00

Um dos principais pontos da Honda Biz 110i, a 7ª moto mais vendida em 2021, é o espaçoso porta-objetos, o que deixa o veículo com um jeito versátil e prático.

A Biz 110i conta com um motor a gasolina, com potência máxima de 8,33 cv e 0,89 kgfm.

 8 – Yamaha YBR 150 Factor

Imagem representativa da moto Yamaha YBR 150 Factor branca.
Imagem retirada de banco de dados público digital

Número de emplacamentos em 2021: 32.055

Mês com mais vendas: Julho (3.469)

Preço em média (modelo 2022): R$ 12.590,00

Considerada (pela fabricante) uma moto resistente para o dia a dia, a Yamaha YBR 150 Factor foi a oitava mais vendida no ano passado.

Seu modelo mais novo está disponível nas cores preta, vermelha e branca. O motor que equipa a Factor chega a 12,2 cv ao andar abastecido com gasolina e 12,4 cv quando está com etanol, sendo que o torque permanece em 1,3 kgfm com qualquer um dos dois combustíveis.

9 – Yamaha FZ25 Fazer

Imagem representativa da moto Yamaha FZ25 Fazer azul.
Imagem retirada de banco de dados público digital

Número de emplacamentos em 2021: 31.212

Mês com mais vendas: Dezembro (3.924)

Preço em média (modelo 2022): R$ 20.190,00

Uma das motos mais potentes dessa lista, a Yamaha FZ25 Fazer conta com um motor flex que garante entre 21,3 e 21,5 cv e 2,1 kgfm. Tudo isso acompanha um visual esportivo mais agressivo.

De acordo com a Yamaha, a Fazer é a única moto da categoria com freios de sistema ABS, que evita o travamento da roda em frenagens fortes ou em situações de baixa aderência dos pneus.

10 – Honda CB 250F Twister CBS

Imagem representativa da moto Honda CB 250F Twister CBS vermelha.
Imagem retirada de banco de dados público digital

Número de emplacamentos em 2021: 24.580

Mês com mais vendas: Julho (2.702)

Preço em média (modelo 2021): R$ 17.360,00

A Honda CB 250F Twister conta com um design que garante uma maior absorção de impactos mesmo em ruas irregulares. Seu motor bicombustível de 250 cc tem potência entre 22,4 cv (gasolina) e 22,6 cv (etanol) e torque máximo de 2,28 kgfm.

Além disso, a 10ª moto mais vendida no ano passado conta com uma transmissão de marcha de 6 velocidades e painel digital completo com tecnologia que facilita a visualização em diversas condições de ambiente.