Logotipo Olho no Carro

Você quer saber quais são as motos mais rápidas que existem? Então veja o nosso Top 5 das melhores motos de corrida do mundo!

Está pensando em comprar uma moto usada?

Não importa se a moto que você pretende comprar é uma das mais rápidas do mundo ou não… se você vai investir em uma moto usada, é melhor fazer uma consulta completa do histórico! Assim você evita diversos problemas.

Mas, antes de ver a lista, saiba um pouco mais sobre as motos de corrida:

O que é Moto GP?

O Moto GP (Grand Prix Motociclismo) é a categoria principal dos eventos de motociclismo que são realizados em circuitos de estrada, como o Campeonato Mundial de Motovelocidade. Esses eventos são regulamentados pela FIM (Federação Internacional de Motociclismo) desde 1949, o que proporcionou a criação de regras e regulamentações para que eventos selecionados pudessem contar para Campeonatos Mundiais Oficiais.

Atualmente, o Campeonato Mundial de Motociclismo está dividido em quatro categorias: MotoGP, Moto2, Moto3 e MotoE. Sendo que, nas três primeiras categorias, as motos têm motores de quatro tempos, enquanto na última, há somente motos elétricas.

Quanto custa uma moto GP?

Antes de tudo, é importante saber que, as motos utilizadas no Grand Prix são máquinas de corrida construídas somente para esses campeonatos, por isso, não são disponibilizadas para compra pelo público em geral e não podem ser pilotadas legalmente em vias públicas. Por esse motivo, costumam ser muito mais caras do que as motos comuns.

Para você ter uma ideia, essas motos custam, normalmente, cerca de 3 milhões de euros (mais de R$ 19 milhões).

Somente a parte eletrônica (sensores e cabos) de uma MotoGP, por exemplo, pode custar mais de 100 mil euros e ela é totalmente necessária para “domar” os motores de 1000 cc, que tem custo variando entre 200 mil e 250 mil euros (R$ 1,2 e R$ 1,6 milhões).

É claro que esses valores variam de acordo com a fabricante e podem chegar a ser bem mais altos do que isso.

Qual é a velocidade máxima que esse tipo de moto consegue alcançar?

Assim como o valor das motos, o desempenho varia de acordo com cada fabricante. Em 2021, na prova do GP no Catar, as velocidades máximas alcançadas pelos pilotos do MotoGP foram:

362,4 Km/h – Johann Zarco da equipe Ducati (5º lugar no GP do Catar);

358,8 Km/h – Jorge Martín também da equipe Ducati (9º lugar no GP do Catar);

357,6 km/h – Jack Miller, mais um da equipe Ducati (4º lugar no GP do Catar).

Quantas cilindradas tem uma moto de corrida profissional?

Para conseguir atingir altas velocidades, as motos de corrida devem ter, no mínimo, 600 cc, mas, a maioria das motos do GP têm mais do que 1000 cc.

Veja agora quais são as 5 melhores motos de corrida do mundo!

Para montar essa lista, levamos em consideração a velocidade máxima que pode ser alcançada com cada moto, mas as configurações de cada modelo e a expertise do piloto são os fatores que realmente garantem uma boa corrida.

1 – Kawasaki Ninja H2R

Imagem representativa da moto Kawasaki Ninja H2R.
Imagem retirada de banco de dados público digital

Na versão mais atual, a Kawasaki Ninja H2R tem motor com quatro cilindros em linha e 998 cm³, que gera até 310 cv de potência e 165 Nm de torque. Essa moto pode chegar a até 400 Kh/h e ela vai de 0 a 100 Km/h em 3,1 segundos. Por isso, ela pode ser considerada ideal para ocupar o primeiro lugar da lista das melhores motos de corrida do mundo.

O preço aproximado dessa moto é 66 mil dólares (cerca de R$ 358.380), mas existe uma versão adaptada para as ruas, chamada H2, que pode ser encontrada por valores mais acessíveis.

2 – Damon HyperSport HS

Imagem representativa da moto Damon HyperSport HS.
Imagem retirada de banco de dados público digital

A HyperSport HS é uma moto elétrica que tem motor de 200 cv de potência e torque de 200 Nm. Ela conta com uma bateria de 20 KW/h, com um alcance de 220 Km, que recarrega em menos de 3 horas.

Essa moto atinge uma velocidade máxima de 321 Km/h e vai de 0 a 100 Km/h em menos de 3 segundos.

As primeiras unidades desse modelo chegarão ao mercado em 2022 e ela custará cerca de 25 mil dólares (R$ 135.750).

3 – Suter Racing MMX 500

Imagem representativa da moto Suter Racing MMX 500.
Imagem retirada de banco de dados público digital

A Suter Racing é uma moto de competição que tem motor de dois tempos, com 576 cm³, que gera até 195 cv de potência e 107 Nm de torque. A velocidade máxima é de 310 Km/h e ela vai de 0 a 100 Km/h em menos de 3 segundos.

Essa moto custa cerca de 120 mil dólares (R$ 651.600).

4 – BMW M 1000 RR

Imagem representativa da moto BMW M 1000 RR.
Imagem retirada de banco de dados público digital

Assim como a Kawasaki Ninja H2R, a BMW M1000 também tem uma versão adaptada para uso urbano. Na configuração de corrida, essa moto tem motor de 999 cm³, que gera até 212 cv de potência e 113 Nm de torque. Ela pode chegar a até 306 Km/h e vai de 0 a 100 Km/h em 3,1 segundos. 

O preço aproximado da BMW M1000 é 40 mil dólares (cerca de R$ 217.200).

5 – Aprilia RSV4 1100 Factory

Imagem representativa da moto Aprilia RSV4 1100 Factory.
Imagem retirada de banco de dados público digital

A Aprilia RSV4 1100 é uma moto italiana de alto desempenho caracterizada pelo design aerodinâmico e estabilidade. Essa moto tem motor de 1100 cm³, que gera até 217 cv de potência e 125 Nm de torque. Ela pode chegar a até 305 Km/h e ela vai de 0 a 100 Km/h em 3,1 segundos. 

O preço aproximado da RSV4 1100 é 26 mil dólares (cerca de R$ 141.180).

Confira a lista de motos mais vendidas em 2021! Clique aqui!