Logotipo Olho no Carro

Veja neste texto como fazer a consulta do Denatran para obter informações sobre o CRV do veículo, dados cadastrais e Recall.

Qual é a função do Denatran?

A sigla Denatran significa Departamento Nacional de Trânsito. A principal função desse órgão público é fiscalizar e garantir o cumprimento da legislação de trânsito, além de executar as diretrizes estabelecidas pelo Contran (Conselho Nacional de Trânsito).

Qual é a diferença entre Denatran e Detran?

Em linhas gerais, o Denatran deve supervisionar os departamentos estaduais e apresentar as diretrizes para a Campanha Nacional de Trânsito. Esse órgão público é responsável pelos registros de Carteiras de Habilitação (CNH) e de veículos (pelo Renavam) e deve planejar e controlar todas essas documentações.

Já o Detran (Departamento Estadual de Trânsito), é responsável pela formação de condutores e pela emissão de documentos como a CNH e o LADV (Licença para Aprendizagem de Direção Veicular). Cada estado brasileiro tem o seu próprio Detran, por isso, a disponibilização de serviços varia de uma região para outra.

Leia também: Como consultar placas de veículos no Detran ES, SP e PR? Veja aqui!

Como consultar um veículo no Denatran? 

Veja um passo a passo de como fazer a consulta do Denatran:

1 – Acesse o Portal de Serviços do Denatran. Clique aqui!

2 – Em seguida, clique em “Veículos”

3 – Insira o número do seu CPF e clique em “Avançar” 

Veja abaixo as informações que é possível conseguir com cada consulta do Denatran:

Consultar informações do CRV atual do veículo:

Número do CPF ou CNPJ do proprietário do veículo, número da placa, código Renavam e código de segurança do CRV.

Consultar online dados do seu veículo:

Lista de veículos cujo proprietário seja o usuário que realizou login no Portal, dados detalhados de identificação do veículo selecionado, detalhes dos Indicadores da situação do veículo – Restrições, Roubo/Furto, Existência de Recall, Multa Renainf, Comunicação de Venda, infrações do veículo e seu detalhamento, indicação de Principal Condutor.

Realizar consulta sobre recall de veículos:

Consulta online a dados de recall de veículos divulgados pelas montadoras a partir de 17/03/2011. Esses dados estão registrados na Base Nacional de Veículos Automotores – Renavam.

Atenção: para poder realizar essas consultas, você deverá fazer um cadastro com o número do seu CPF. Portanto, só aparecerão os dados de veículos que estejam vinculados diretamente ao seu documento.

A consulta do Denatran é melhor do que a do Detran?

Primeiramente, não há uma consulta que seja melhor, pois elas são diferentes. Em resumo, o Denatran registra os dados de fabricação do veículo e multas a nível nacional, que é o caso da Multa Renainf. Já o Detran, registra os dados referentes a alterações feitas no veículo e na sua documentação, informações sobre transferências de propriedade, licenciamento e multas a nível estadual.

Sendo assim, a melhor consulta é aquela que atende às suas necessidades e retorna as informações que você precisa encontrar.

Leia também: O que é multa Renainf? Como consultar e pagar?

Mas, se o seu objetivo com a consulta é garantir a segurança na compra de um veículo usado, veja essa super dica:

A forma mais fácil e segura de consultar o histórico completo de um veículo é pela Consulta Completa da Olho no Carro!

Ao fazer essa consulta, você terá acesso a informações como:

  • Dados cadastrais nacionais e estaduais
  • Restrições e impedimentos
  • Débitos (IPVA e taxas) e multas
  • Passagem por leilão
  • Indício de sinistro
  • Histórico de roubo e furto
  • Variação de preço do veículo
  • Ficha técnica
  • Custo das peças originais

Enfim, todas as informações necessárias para você garantir a melhor compra do seu carro usado!

A grande vantagem é que essa consulta é padronizada para qualquer tipo de veículo emplacado no Brasil e, para fazê-la, você só precisa saber o número da placa. Ou, se preferir, pode optar por fazer a consulta pelo número do chassi.

Faça agora a consulta completa e compre o carro usado sem se preocupar!

Leia também: Golpes na negociação de veículos: veja os 5 mais comuns!