Logotipo Olho no Carro

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) é responsável por aplicar multas e penalidades relacionadas às infrações que ocorrem nas rodovias federais. Saiba quais são essas multas e aprenda a consultar multas PRF. 

Segundo o CTB (Código de Trânsito Brasileiro), os órgãos que podem autuar infrações cometidas em rodovias e estradas federais são: o DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes), a ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) e a PRF (Polícia Rodoviária Federal). 

Normalmente, o condutor recebe uma notificação de autuação, onde consta qual foi o órgão autuador responsável pela multa. Mas, em alguns casos, essa notificação pode não chegar, por isso é importante consultar a situação do veículo com frequência. 

Precisa consultar multas PRF, mas não sabe o número do Renavam do veículo?  Descubra agora pela placa: 

descubra o número do Renavam para consultar multas PRF

Quais são as multas mais aplicadas pela Polícia Rodoviária Federal? 

As multas mais aplicadas nas rodovias federais acontecem por causa de: 

1 – Velocidade 20% acima da permitida; 

2 – Faróis baixos apagados durante o dia; 

3 – Velocidade entre 20 e 50% acima da permitida; 

4 – Ultrapassagem em local com faixa contínua amarela; 

5 – Motorista sem cinto de segurança; 

6 – Veículo sem licenciamento; 

7 – Veículo com equipamento obrigatório irregular; 

8 – Motorista sem CNH ou PPD; 

9 – Mau estado de conservação do veículo; 

10 – Passageiros sem cinto de segurança. 

Como consultar multas PRF? 

As multas que são aplicadas pela Polícia Rodoviária Federal podem ser consultadas por meio do sistema Nada Consta PRF

Para fazer essa consulta, é necessário que você saiba o número da placa e do Renavam do veículo.

Caso queira consultar multas vinculadas a um número de CPF ou CNPJ, será necessário ir até a unidade da Polícia Rodoviária Federal mais próxima. 

Pelo sistema da PRF, é possível consultar multas que ainda estão com pagamento pendente, ou seja, multas quitadas não aparecerão na consulta. Entre as informações que podem ser conseguidas ao consultar multas PRF estão: data, hora, local e enquadramento de quando ocorreu a infração 

Não sabe o número do Renavam do veículo? Veja como descobrir: 

Pelo CRLV (licenciamento) ou pelo CRV (antigo DUT): o código Renavam pode ser encontrado ao lado do número da via desses documentos, no canto superior esquerdo, em um campo que tem o nome de Cód.Renavam. 

Pelo site da Olho no Carro: para descobrir o número do Renavam do veículo pelo site da Olho no Carro, você só precisa saber o número da placa e comprar a consulta de dados cadastrais. 

Por meio dessa consulta, além de descobrir o Renavam, você poderá validar todos os dados cadastrais nacionais e estaduais do veículo e saber se ele tem alguma restrição ou impedimento. 

Clique aqui para descobrir o número do Renavam pela placa! 

Leia também: CRLV o que é? Para que serve? Aprenda a emitir e baixar o CRLV Digital! 

Como emitir boletos de multas PRF? 

O boleto de pagamento da multa PRF pode ser emitido pelo mesmo sistema de consulta, o Nada Consta

Basta inserir o número da placa e do Renavam do veículo e clicar em “Consultar”. Após isso, você terá acesso às multas pendentes e poderá emitir o boleto de pagamento de cada uma. 

emita boletos de multas PRF no nada consta da Polícia Rodoviária Federal

Como pagar multas de trânsito? 

Normalmente, as multas de trânsito podem ser pagas diretamente nos guichês de atendimento ou nos caixas eletrônicos dos bancos, basta informar o número do Renavam do veículo para realizar o pagamento. 

Você também pode pagar por meio do Internet Banking do banco no qual você possui uma conta aberta. 

Quanto tempo demora para a multa PRF entrar no sistema? 

As multas da PRF são registradas no Renainf (Registro Nacional de Infrações de Trânsito), que é um sistema coordenado pelo Denatran (Departamento Nacional de Trânsito).  

Diferente de algumas multas, que são inseridas no sistema no momento em que ocorrem, as multas autuadas pela Polícia Rodoviária Federal podem levar até 30 dias para entrar no sistema.  

Por isso, se você acha que cometeu alguma infração de trânsito, mas ela ainda não consta no sistema, o ideal é que você repita essa consulta pelos próximos 30 dias. 

Leia também: Como pagar multas atrasadas? Veja o passo a passo! 

Como recorrer às multas PRF? 

No site da Polícia Rodoviária Federal é possível encontrar um descritivo que informa quais são os documentos necessários e quem pode recorrer às multas autuadas por esse órgão público: clique aqui para ver! 

Como puxar multas pela placa? 

Atualmente não é possível puxar multas pela placa. Na maioria dos sites de órgãos públicos, a consulta só pode ser feita por meio do número da placa e do Renavam do veículo. 

Lembrando que, caso você não tenha esse número, pode descobrir por meio da consulta de dados cadastrais do veículo. Clique aqui! 

Como puxar multas Renainf? 

Para consultar o valor e as informações relacionadas à multa Renainf como local, data e órgão autuador, você deve acessar o site do SEFAZ do estado no qual o veículo foi registrado. 

Para puxar multas Renainf de veículos registrados em São Paulo, siga este passo a passo: 

1 – Acesse o site da Secretaria da Fazenda e Planejamento do Governo de São Paulo. Clique aqui! 

2 – Na área de Consulta de débitos do veículo clique em “Consultar” 

3 – Insira o número da placa e do Renavam do veículo e tenha acesso às informações 

Não sabe o número do Renavam do veículo que você precisa consultar? Clique aqui e descubra pela placa! 

Por que é importante consultar a situação de um veículo? 

Consultar a situação de um veículo é importante por dois motivos: 

1 – Você pode acompanhar os débitos, multas e restrições que são aplicadas ao seu veículo e manter a sua situação regularizada, evitando problemas como a apreensão e até mesmo a perda no valor de mercado. 

2 – Você pode evitar problemas durante a negociação de veículos usados e seminovos: ao consultar a situação de veículos de terceiros, você poderá saber se há alguma pendência de IPVA, licenciamento, multas, ou até mesmo alguma restrição que pode impedir ou dificultar a transferência do veículo para o seu nome. 

Quer ver como garantir a melhor compra de um carro usado? Leia este texto do nosso blog: Como a consulta veicular te ajuda a escolher um carro usado ou seminovo?