Em tempos de gasolina com o preço nas alturas e com todo um processo de mudança de hábitos a favor do meio ambiente ganhando cada vez mais força no mundo, parece que a eletrificação dos veículos é um caminho sem volta. Mas afinal, é possível comprar carros elétricos baratos no Brasil?

Neste texto, nós selecionamos 5 modelos de carros elétricos baratos para você comprar por aqui. Além disso, vamos explicar um pouco sobre a relação preço/autonomia entre a gasolina e a eletricidade, e a possibilidade de crescimento desse segmento no nosso país.

5 carros elétricos baratos para você comprar no Brasil!

Como você já deve saber, não está fácil comprar carro aqui no Brasil. Os preços estão cada vez maiores, mesmo dentro do segmento popular, com motores 1.0 e sem muitos itens tecnológicos e de conforto.

Mas mesmo com a crise financeira, 20.427 carros elétricos ou híbridos foram vendidos durante o primeiro semestre de 2022, no nosso país, de acordo com a Associação Brasileira do Veículo Elétrico (ABVE).

Isso representa um crescimento de 47% nas vendas, se comparado com o número de emplacamentos (13.899) do mesmo período, no ano de 2021.

Confira agora 5 modelos de carros elétricos baratos que ajudaram a alavancar esses números e que podem ser boas opções para você comprar

Foto do Renault Kwid E-Tech na cor verde, um dos carros elétricos baratos no Brasil.
Imagem retirada de banco de dados público digital

1 – Renault Kwid E-Tech

Preço: R$ 146.990,00

Prometendo uma autonomia de 298 km na cidade, o Renault Kwid E-Tech é, atualmente (julho de 2022), o carro elétrico mais barato do Brasil.

A marca equipou o veículo com uma bateria que demora 5 horas para carregar o suficiente para rodar até 100 km. Isso no carregamento padrão, em tomada doméstica de 20 amperes e 220V.

Se você quiser carregar totalmente a bateria no modo convencional, vai precisar esperar aproximadamente 13 horas. Esse tempo é cortado drasticamente caso você compre uma wallbox (carregador rápido de parede), que carrega o carro completamente em até 5 horas.

Foto do carro elétrico JAC E-JS1 de cor azul.
Imagem retirada de banco de dados público digital

2 – JAC E-JS1

Preço: R$ 159.900,00

Antes de falar do carro, precisamos falar da fabricante, a JAC Motors, que vai aparecer outras vezes na lista.

Ela é uma montadora chinesa, que chegou ao Brasil em 2011, e que hoje é uma das maiores produtoras de veículos elétricos no mundo. Em 2020, a Volkswagen China comprou 50% da JAG, a empresa que controla a Jac Motors.

  • O carro

O E-JS1 conta com uma autonomia de 302 km, é leve e recebeu um motor de 62 cv de potência. Ok, pode não ser uma potência tão empolgante, mas ele também entrega 15,3 kgfm de torque instantâneo, que faz o carro ir de 0 a 100 km/h em 10 segundos.

O modelo conta ainda com um sistema de recuperação de energia ao desacelerar, que pode aumentar em até 20% a autonomia do veículo.

Foto do JAC E-JS1 EXT na cor azul, um dos carros elétricos baratos no Brasil.
Imagem retirada de banco de dados público digital

3 – JAC E-JS1 EXT

Preço: R$ 174.900,00

Podemos dizer que esse modelo é um E-JS1 versão aventureira. Essa é a proposta de mais um modelo da JAC Motors nesta lista. Ele foi adaptado para um estilo mais off-road e recebeu novas molas, que tornam a suspensão 50 mm mais alta.

No mais, o carro é o mesmo que na versão comum. Mesma autonomia, potência de motor e torque.

Foto do carro elétrico Renault Zoe E-Tech na cor azul.
Imagem retirada de banco de dados público digital

4 – Renault Zoe E-Tech

Preço: R$ 239.990,00

Se você busca uma autonomia maior, o Renault Zoe E-Tech pode ser uma opção boa e mais ou menos barata. O modelo pode andar até 385 km e recarrega em até 9 horas, dependendo da wallbox utilizada.

Ele é equipado com um motor de 135 cv e 25 kgfm de torque, capazes de levar o carro de 0 a 100 km/h em 9,5 segundos.

Foto do SUV JAC E-JS4 na cor branca, mais um do grupo dos carros elétricos baratos.
Imagem retirada de banco de dados público digital

5 – JAC E-JS4

Preço: R$ 249,900,00

Mais um modelo da JAC Motors na lista, o E-JS4 é um SUV com 420 km de autonomia. Esse utilitário tem um motor com 150 cv de potência e 34,7 kgfm de torque. Sua aceleração de 0 a 100 km/h ocorre em apenas 7,5 segundos e a sua velocidade máxima é de 150 km/h.

Na wallbox, esse modelo pode ser carregado completamente em aproximadamente 9 horas. Já com o carregador portátil em uma tomada 220V, o carregamento até 100% leva 22 horas.

Você gosta deste tema? Então confira estes textos:

Carros a combustão x carros elétricos baratos: qual vale a pena?

Hoje em dia, está difícil comprar um carro zero km. A crise financeira, agravada pela pandemia, fez com que a indústria automotiva sofresse com a falta de peças, elevando o preço dos veículos.

No Brasil, o carro novo mais barato no momento é o Renault Kwid Zen, que é a versão mais simples do modelo. Custando R$ 64.690,00, ele tem motor flex de 70 cv de potência máxima e torque de 9,8 kgfm, com transmissão manual de cinco marchas.

Já entre os carros elétricos, como vimos acima, curiosamente o modelo mais barato é o Renault Kwid, mas na versão E-Tech, que custa R$ 146.990,00. Ou seja, isso significa uma diferença de valor de R$ 82.300,00.

Mas além do alto valor de venda, os elétricos tem uma desvantagem gritante em relação aos carros a combustão: a autonomia.

No comparativo entre as versões do Kwid, o modelo com motor flex teve quase o dobro da autonomia do elétrico

  • Renault Kwid Zen (combustão) – 566 km (gasolina)
  • Renault Kwid E-Tech (elétrico) – 298 km (eletricidade)

Claro, quando pensamos em carros elétricos, temos que levar em consideração que eles não emitem gases poluentes, o que é muito bom para o meio ambiente.

Entre outras vantagens dos elétricos, está também o fato de que eles não têm peças comuns aos veículos a combustão, como radiador, filtro de ar, filtro de óleo, filtro de combustível, escapamento, correias, catalisador, deixando o custo de manutenção bem menor.

Mas “o x da questão” é o consumo e os gastos para fazer o carro andar. Então, qual opção é a melhor? Vamos te explicar:

Gasolina x energia elétrica: qual compensa mais?

Se o gasto com combustível é um fator determiannte para você, este aqui é o embate final. Aqui nós vamos calcular o consumo e o gasto financeiro equivalente a 100 km rodados pelos dois veículos.

Pegando novamente as variações do Renault Kwid (a combustão e elétrico), podemos notar que a versão Zen do modelo faz 14,9 quilômetros por litro.

Isso significa um gasto de aproximadamente R$ 6,60 por quase 15 km rodados (dependendo do preço médio da gasolina na cidade em que você mora).

Para rodar 100 km, o Renault Kwid Zen precisa de 6,7 litros (100 / 14,9). Ou seja, o motorista vai gastar aproximadamente 45 reais em gasolina, para andar 100 km.    

Agora vamos descobrir se o Kwid E-Tech compensa mais. Para isso, precisamos fazer mais algumas continhas. Confira:

A bateria do Renault Kwid E-Tech é de 26,8 kWh e tem autonomia de 298 km.

Por isso vamos multiplicar a capacidade da bateria pelos 100 km que deverão ser percorridos.

26,8 kWh x 100 = 2.680

Agora vamos dividir o resultado pela autonomia do veículo.

2.680 / 298 = 8,99 kWh a cada 100 quilômetros.

Considerando, por exemplo, o valor de 1 kWh na cidade de São Paulo, que está custando em média R$ 0,92, o Kwid E-Tech gastaria R$ 8,27 em energia elétrica para percorrer 100 km.

Depois de tanta conta, o que você acha? Dá para gastar um valor considerável para comprar um ‘carro elétrico barato’ e pensar na economia de longo prazo? Ou as vantagens dos carros a combustão ainda são superiores às dos elétricos?