Logotipo Olho no Carro

Comprar um carro Flex parece ser uma ótima ideia, pela facilidade de poder escolher o tipo de combustível que você quer usar. Mas, você sabe como funciona o motor de um carro Flex? Será que ele é realmente bom? Saiba aqui!

Não importa se o carro é Flex ou não, se você pretende comprar um carro usado ou seminovo, é melhor consultar o histórico!

Assim você pode saber se o carro já foi roubado, batido, de leilão, se tem restrições, débitos, multas e muito mais. Tudo isso só pela placa!

Como funciona o motor de um carro Flex?

Os carros bicombustível (Flex) são equipados com motores que têm um sistema de alimentação convencional, mas possuem bicos injetores que são cerca de 30% maiores e  têm mais vazão.

Outra diferença é a taxa de compressão, cujo valor fica entre a taxa de propulsores movidos a gasolina (algo próximo a 9:1) e os movidos a etanol (12:1). Essa taxa varia de acordo com o modelo do carro.

Nos motores Flex, a sonda lambda, que é um sensor localizado no sistema de escape do veículo, é responsável por analisar o oxigênio do escapamento e identificar qual é o tipo de combustível que está sendo utilizado: álcool, gasolina ou uma mistura dos dois.

Qual é o melhor combustível para um carro com motor Flex?

Essa resposta depende da sua necessidade. Se você busca autonomia, o ideal é abastecer com gasolina. Agora, se você busca desempenho, o ideal é abastecer com etanol.

Mas, cada combustível tem a sua vantagem. O álcool é um excelente limpador de motor, enquanto a gasolina é um excelente lubrificante. 

Há especialistas em mecânica que sugerem que seja feita a mudança de combustível a cada dez tanques cheios, em média. 

Mas, caso você não tenha o costume de utilizar o seu veículo com tanta frequência, o ideal é abastecer com gasolina aditivada ou premium.

É possível misturar álcool e gasolina nesse tipo de motor?

Sim! Uma das principais vantagens do carro Flex é a possibilidade de misturar os combustíveis, em qualquer proporção.

Mas, há dois pontos que devem ser considerados ao fazer essa mistura:

1 – Após abastecer com os dois combustíveis, é necessário que o veículo fique funcionando por pelo menos 20 minutos, para que o motor Flex possa identificar a proporção de cada combustível no tanque. Por isso, o ideal é que você abasteça o veículo no começo do seu trajeto.

2 – No inverno, a mistura dos combustíveis pode dificultar a partida do carro. O carro com motor bicombustível (Flex) tem um reservatório de partida a frio, o famoso tanquinho, que contém gasolina, que é liberada para facilitar a primeira partida do veículo.

Quando o módulo do motor consegue perceber a gasolina presente na mistura do tanque de combustível, essa gasolina do reservatório de partida a frio não é liberada e o motor pode falhar.

Qual combustível dura mais, o álcool ou a gasolina?

A gasolina, por ser um combustível mais denso, gera uma energia cerca de 30% maior do que o álcool e, por isso, o seu consumo é menor, o que faz com ela dure mais. E, apesar de ser mais cara, muitas vezes o seu custo/benefício compensa.

Leia também: Álcool ou gasolina? Como calcular qual é melhor?

Qual combustível suja mais o motor do veículo?

Como dito anteriormente, cada combustível tem a sua vantagem principal. No caso da limpeza do motor, o álcool é o melhor combustível, pois auxilia na limpeza dos bicos injetores.

Então, nesse caso, o combustível que “suja mais” o motor é a gasolina.

Quer ter acesso a informações sobre consumo de combustível na estrada e na cidade, desempenho, aceleração, custo das peças originais e todo o histórico do veículo?

Faça a consulta completa da Olho no Carro!

A consulta é feita pela placa do veículo e você tem acesso a todas as informações necessárias para fazer a melhor compra do seu carro usado ou seminovo!

Clique aqui e faça a consulta completa agora mesmo!