Logotipo Olho no Carro

Veja aqui a lista das 10 caminhonetes (picapes) mais vendidas em outubro de 2021. 

Não compre uma caminhonete (picape) usada sem consultar o histórico! 

Muitos veículos usados têm problemas como roubo e furto, leilão, batidas, débitos e restrições, por isso, antes de comprar é melhor consultar! 

Veja agora o Top 10 caminhonetes (picapes) mais vendidas em outubro de 2021! 

1 – Fiat Strada – 2.104 emplacamentos 

*Imagem retirada de banco de dados público digital

A Strada subiu para o primeiro lugar do pódio com a versão Endurance, ultrapassando a Toyota Hilux e a Fiat Fiorino. Foram 2.104 unidades vendidas em outubro contra 1.744 em setembro. 

Essa picape tem motor Flex, potência máxima de 109 cv (A) e 101 cv (G), torque máximo de 14,2 Kgfm e velocidade máxima de 168 Km/h. O consumo urbano é de 8,4 Km/l (A) e 12,1 Km/l (G) e o rodoviário é 9,4 Km/l (A) e 13,3 Km/l (G). 

Os principais pontos fortes dessa caminhonete são o espaço da caçamba, os freios e a suspensão, mas ela perde alguns pontos quando o assunto é o câmbio, a posição de dirigir e o espaço interno. 

2 – Toyota Hilux – 1.776 emplacamentos 

*Imagem retirada de banco de dados público digital

A Hilux se manteve no segundo lugar da lista das caminhonetes mais vendidas, mas sofreu uma queda nas vendas. Foram 1.948 emplacamentos em setembro e 1.776 em outubro. 

Essa picape vem com motor a diesel que tem potência máxima de 204 cv, torque máximo de 50,9 Kgfm e velocidade máxima de 180 Km/h. Já o consumo médio é 9 Km/l (urbano) e 10,5 km/l (rodoviário). 

Os principais pontos fortes dessa caminhonete são o espaço da caçamba, o design e a posição de dirigir, mas ela perde alguns pontos em desempenho, consumo e estabilidade. 

3 – Fiat Fiorino – 1.652 emplacamentos 

*Imagem retirada de banco de dados público digital

A Fiat Fiorino perdeu 2 posições no ranking das caminhonetes mais vendidas em outubro, saindo do primeiro para o terceiro lugar. Isso aconteceu porque houve uma queda nas vendas: foram 2.135 emplacamentos em setembro contra 1.652 em outubro. 

Essa caminhonete tem motor 1.4 Flex com potência máxima de 88 cv e torque máximo de 12,5 Kgfm. A velocidade máxima é de 158 Km/h e o consumo médio urbano e rodoviário é de 7,5 Km/l (A),10,6 Km/l (G) e 8,5 Km/l (A) e 12,3 Km/l (G), respectivamente. 

Os principais pontos fortes dessa caminhonete são o espaço da caçamba, o design e a estabilidade, mas o desempenho, o acabamento interno e a suspensão deixam a desejar. 

4 – Volkswagen Saveiro – 1.568 emplacamentos 

*Imagem retirada de banco de dados público digital

A Saveiro subiu do sexto para o quarto lugar entre as caminhonetes mais vendidas com um aumento significativo nas vendas. Foram 770 emplacamentos em setembro e 1.568 em outubro. 

Essa picape tem motor Flex com potência máxima de 104 cv (A) e 101 cv (G), torque máximo de 15,6 Kgfm e velocidade máxima de 176 Km/h. O consumo urbano é de 7,5 Km/l (A) e 10,8 Km/l (G) e o rodoviário é 8,8 Km/l (A) e 12,4 Km/l (G). 

Os principais pontos fortes dessa picape são o espaço da caçamba, os freios e o design, mas ela perde alguns pontos quando o assunto é o consumo, o acabamento interno e a tecnologia embarcada. 

5 – Chevrolet S10 – 1.248 emplacamentos 

*Imagem retirada de banco de dados público digital

A Chevrolet S10 se manteve no quinto lugar, mas sofreu uma queda nas vendas. Foram 1.377 emplacamentos em setembro contra 1.248 em outubro. 

Essa caminhonete tem motor a diesel, potência máxima de 200 cv, torque máximo de 51 Kgfm e velocidade máxima de 180 Km/h. O consumo médio é de 8,7 Km/l (urbano) e 11,1 km/l (rodoviário). 

Os principais pontos fortes dessa caminhonete são o espaço na caçamba, o design e a tecnologia embarcada, mas ela perde pontos pelo consumo, pelo acabamento interno e pelo câmbio. 

6 – Fiat Toro – 1.055 emplacamentos 

*Imagem retirada de banco de dados público digital

A Toro caiu da quarta para a sexta posição entre as caminhonetes mais vendidas. A Fiat conseguiu vender 1.410 unidades desse modelo em setembro, mas o número caiu para 1.055 em outubro. 

Essa picape tem motor a diesel com potência máxima de 170 cv, torque máximo de 35,7 Kgfm e velocidade máxima de 188 Km/h. O consumo médio é de 9,9 Km/l (urbano) e 12,3 km/l (rodoviário). 

Os principais pontos fortes dessa caminhonete são o design, a tecnologia embarcada e a posição de dirigir, mas ela perde alguns pontos em desempenho, consumo e acabamento interno. 

7 – Nissan Frontier – 424 emplacamentos 

*Imagem retirada de banco de dados público digital

A Nissan Frontier se manteve no mesmo lugar do ranking, mas as vendas caíram um pouco. Em setembro, foram vendidas 488 unidades e em outubro 424. 

Essa caminhonete tem motor turbo a diesel, que gera uma potência máxima de 190 cv, torque máximo de 45,9 Kgfm e velocidade máxima de 180 Km/h. O consumo médio é de 9,2 Km/l (urbano) e 10,5 km/l (rodoviário). 

Os principais pontos fortes dessa picape são o design, o espaço na caçamba e a estabilidade, mas ela perde alguns pontos com relação ao consumo, ao acabamento interno e ao motor. 

8 – Ford Ranger – 395 emplacamentos 

*Imagem retirada de banco de dados público digital

Outra picape que se manteve no mesmo lugar do ranking foi a Ford Ranger, mas as vendas também foram menores em relação a setembro: de 457 para 395 unidades. 

Esse modelo tem motor turbo a diesel, que tem potência máxima de 200 cv, torque máximo de 47,9 Kgfm e velocidade máxima de 180 Km/h. O consumo médio de combustível é de 8,4 Km/l (urbano) e 9,4 km/l (rodoviário). 

Os principais pontos fortes dessa picape são o design, a posição para dirigir e o espaço na caçamba, mas o motor, o câmbio e o acabamento interno deixam a desejar. 

9 – Mitsubishi L200 – 313 emplacamentos 

*Imagem retirada de banco de dados público digital

Apesar de sofrer uma queda nas vendas (de 438 para 313 unidades) a Mitsubishi L200 conseguiu se manter no mesmo lugar da lista  das caminhonetes (picapes) mais vendidas em outubro de 2021.

Essa picape tem motor turbo a diesel, potência máxima de 190 cv, torque máximo de 43,9 Kgfm e velocidade máxima de 190 Km/h. O consumo médio de combustível é de 9,4 Km/l (urbano) e 10,8 km/l (rodoviário).  

Os principais pontos fortes dessa caminhonete são a posição para dirigir, o desempenho e a estabilidade, mas a suspensão, a tecnologia embarcada e o acabamento interno deixam a desejar. 

10 – Renault Duster Oroch – 284 emplacamentos 

*Imagem retirada de banco de dados público digital

E mais uma vez em décimo lugar, temos a Duster Oroch. Apesar de ter se mantido na última posição do ranking, houve um aumento nas vendas em outubro: de 166 para 284 unidades. 

Esse modelo tem motor Flex, que gera uma potência máxima de 120 cv (A) e 118 cv (G), torque máximo de 16,2 Kgfm e velocidade máxima de 161 Km/h. O consumo urbano é de 7,6 Km/l (A) e 11,1 Km/l (G) e o rodoviário é 7,7 Km/l (A) e 11,2 Km/l (G).  

Os principais pontos fortes dessa caminhonete são o espaço da caçamba, a suspensão e a estabilidade, mas ela perde alguns pontos quando o assunto é o consumo, o acabamento interno e o desempenho.