Logotipo Olho no Carro

Veja quais são os pontos fortes e fracos do HB20 G1 e os principais detalhes desse modelo. 

A primeira geração do Hyundai HB20 estreou no segundo semestre de 2012, como modelo 2013, sendo mais um carro da montadora fabricado no Brasil (junto do SUV Tucson) e o seu primeiro popular oferecido no país. O projeto foi especialmente pensado para o mercado brasileiro, o que a Hyundai deixa claro através do nome HB – Hyundai Brasil – sendo 20 o código da fabricante para seus carros compactos.  

Não compre um HB20 usado antes de consultar o histórico!

Veículos usados podem ser roubados, batidos, de leilão, ter débitos, restrições, entre muitos outros problemas. Por isso, sempre consulte a placa do veículo antes de negociar.

Design 

Seguindo a filosofia de design denominada pela Hyundai como “Escultura Fluída”, o HB20 G1 chegou com design bastante agressivo e arrojado, diferenciando-se da maioria dos compactos oferecidos no mercado da época. Ao invés de cantos arredondados e linhas suaves, quinas vivas com linhas bem demarcadas e elementos pontiagudos estão presentes por todos os lados: faróis, lanternas, contorno de janelas, para-choques, entre outros. 

A dianteira traz faróis horizontais que “crescem” pelos lados do capô, funcionando por refletores de parábola única ou projetores (exclusivos do facelift) e interligados visualmente a uma grade hexagonal que domina a dianteira. 

Na lateral, a linha de cintura sobe até se aproximar das lanternas, que se estendem dali até a tampa do porta-malas. Na traseira há um discreto aerofólio integrado ao desenho, o diminuto acesso ao compartimento de bagagens e um para-choque com dois refletores na parte inferior. 

Mecânica 

O HB20 G1 é montado sobre a plataforma PB, desenvolvida com a Kia e também presente em modelos como Veloster, Accent, i20, Rio, Soul, entre muitos outros. Ele chegou ao mercado com duas opções de motor e duas de transmissão: um 1.0 de três cilindros capaz de gerar até 80 cv e 10,2 kgfm e um 1.6 de quatro cilindros que gera até 128 cv e 16,5 kgfm. Ambos são naturalmente aspirados e Flex

O motor 1.0 é o mesmo utilizado no Kia Picanto e, no HB20, trabalha unicamente com transmissão manual de cinco marchas. Já o 1.6, é o mesmo presente nos Kia Soul, Rio e Cerato, podendo ser utilizado com câmbio manual de cinco marchas ou automático de quatro. 

Com o passar dos anos, a Hyundai substituiu a caixa automática de quatro marchas por uma de seis e passou a oferecer um motor 1.0 turbinado que gera até 105 cv e 15 kgfm. 

Interior 

Assim como o design externo, o interior do HB20 G1 apresenta um design arrojado e moderno, com linhas dinâmicas, elementos recortados e detalhes decorativos distribuídos com sabedoria, sem excessos, para não deixar o ambiente “carregado”. O volante se divide em um grande miolo central com quatro pequenos raios e alguns comandos de telefonia e rádio com acabamento prateado. 

O painel de instrumentos segue a tradicional receita de dois grandes mostradores (conta-giros e velocímetro), com uma pequena tela central que exibe as informações do computador de bordo. As saídas de ar são verticais e, na porção central do painel, dão continuidade ao design da tela do sistema de rádio/multimídia, posicionado logo acima dos controles do ar-condicionado e de um pequeno porta-objetos próximo da alavanca de câmbio. 

Tecnologia 

Apesar de ser um carro de entrada, o HB20 G1 já nasceu relativamente bem equipado, desde suas versões mais baratas. A configuração de acesso conta com: 

  • Ar-condicionado; 
  • Direção hidráulica; 
  • Airbags duplos frontais; 
  • Computador de bordo; 
  • Sistema ISOFIX para cadeiras infantis, entre outros. 

Já as configurações intermediárias trazem itens como vidros elétricos nas quatro portas, alarme presencial, chave canivete e freios ABS. 

No HB20 mais caro de todos há o acréscimo de itens como: 
  • Travas elétricas; 
  • Faróis de neblina; 
  • Rodas de liga-leve de 15 polegadas; 
  • Faróis com máscara cromada; 
  • Sensores traseiros de estacionamento; 
  • Acabamento interno em dois tons; 
  • Volante com pegada em couro; 
  • Ajustes de altura e profundidade. 
Saiba mais sobre o Hyundai HB20 neste vídeo:

Principais pontos fortes 

Design:  

O desenho “diferentão” do HB20 G1 é o seu principal apelo diante do público. As linhas bem resolvidas do compacto agradaram a maioria dos consumidores e o fazem parecer mais sofisticado do que é. 

Mercado: 

O HB20 é, inegavelmente, um sucesso. Tendo disputado o pódio de vendas mensais inúmeras vezes, o compacto sempre vendeu muito bem e, com isso, se tornou uma ótima moeda de troca. É fácil de comprar e de vender. 

Economia: 

Independente do conjunto mecânico, o HB20 consegue entregar níveis satisfatórios de economia de combustível e é um bom companheiro de uso diário. 

Principais pontos fracos 

Suspensão:  

Embora tenha sido pensado para o Brasil e desenvolvido no país, o HB20 peca no acerto da suspensão, que é dura e transmite os defeitos do asfalto para a cabine. O problema só foi resolvido no modelo facelift. 

Motor turbinado: 

A Hyundai tentou incluir a primeira geração do HB20 na onda dos motores sobrealimentados, mas não deu certo. O 1.0 turbo vendeu pouquíssimo e não agradou aos consumidores por conta do seu funcionamento problemático, além de apresentar pouca diferença prática diante do 1.6. 

Espaço interno:  

O HB20 G1 é um dos carros mais apertados do segmento, o que faz dele uma compra indicada para, no máximo, casais com filhos pequenos. 

Principais concorrentes 

Fiat Palio 

Chevrolet Onix 

Volkswagen Gol 

Ford Ka 

Renault Sandero 

Histórico de versões 

2013/2013 – Comfort, Comfort Style, Comfort Plus e Premium – Modelo de lançamento. 
2013/2014 – Comfort, Comfort Style, Comfort Plus e Premium – Linha 2014. 

Novidades – Todas as versões: 

  • Câmbio automático de quatro marchas disponível para todas as versões com motor 1.6; 
  • Freios ABS; 
  • Iluminação de cortesia no porta-luvas; 
  • Novos acabamentos para a alavanca de câmbio. 

Versão Comfort Style: 

  • Maçanetas internas cromadas. 

Versão Comfort Plus: 

  • Maçanetas externas e retrovisores na cor da carroceria; 
  • Alarme sonoro. 

Versões com motor 1.6: 

  • Quadro externo das janelas em preto fosco. 
2014/2015 – Comfort, Comfort Style, Comfort Plus e Premium –Linha 2015. 

Novidades: 

  • Nova cor Azul Sky. 
2015/2016 – Comfort, Comfort Plus, Comfort Style, R-Spec, Ocean e Premium – Linha 2016, primeiro facelift. 

Reposicionamentos: 

  • Acréscimo da versão R-Spec; 
  • Edição limitada Ocean. 

Novidades: 

  • Novos para-choques; 
  • Novas lanternas “ClearType” (versões mais caras); 
  • Novos revestimentos para o interior; 
  • Acréscimo do novo motor 1.0 turbo; 
  • Acréscimo da nova transmissão automática de seis marchas; 
  • Retirada da transmissão automática de quatro marchas; 
  • Retirada do tanquinho de partida a frio do motor 1.6; 
  • Novo acerto de suspensão; 
  • Nova central multimídia BlueMedia; 
  • Novos faróis de neblina por projetor halógeno. 

Versão Comfort: 

  • Travas e vidros elétricos. 

Versão Comfort Style: 

  • Novas rodas aro 15. 

Versão Premium: 

  • Ar-condicionado digital; 
  • Faróis do tipo projetor com luz de posição em LED; 
  • Retrovisores com rebatimento elétrico. 
2016/2017 – Comfort, Comfort Plus, R-Spec, Ocean e Premium – Linha 2017. 

Reposicionamentos: 

  • Retirada da versão Comfort Style. 
2017/2018 – Comfort, Comfort Plus, R-Spec e Premium – Linha 2018. 

Novidades – Versão R-Spec: 

  • Volante com ajustes de altura e profundidade; 
  • Forro interno do teto na cor preta; 
  • Detalhes vermelhos nos bancos. 
2018/2019 – Unique, Comfort Plus, R-Spec e Premium – Linha 2019, modelo final. 

Reposicionamentos: 

  • Troca de nome da versão de entrada de Comfort para Unique. 

Novidades: 

  • Lanternas escurecidas (versões com motor 1.0); 
  • Nova grade dianteira “Mesh Type”; 
  • Painel de instrumentos “Cluster Sport” com tela de LCD (exceto versão Unique). 

Versão R-Spec: 

  • Acabamento em preto brilhante para grade frontal, rodas e moldura dos faróis de neblina; 
  • Central multimídia blueMedia. 

Versão Premium: 

  • Novas rodas de liga-leve aro 15.