Logotipo Olho no Carro

Saiba tudo sobre o Fiat Palio G3, bem como os principais pontos fortes e fracos desse modelo. 

O Palio G3 é a segunda reestilização do primeiro modelo. Considerado por muitos a melhor versão do compacto, essa também foi a que durou mais tempo em linha, além de ficar marcada pelo visual agressivo e novidades tecnológicas que surgiram em seu tempo.  

Vai comprar um Palio G3 usado?

Consulte o histórico completo e evite problemas após a compra! Só pelo número da placa você pode saber se o carro já foi batido, roubado, de leilão, se tem restrições, débitos e muito mais!

Design 

Assim como o facelift anterior, o desenho do Palio G3 foi elaborado pelo renomado designer italiano Giorgetto Giugiaro. Ele foi responsável pelas linhas de inúmeros modelos de diferentes categorias e épocas.

Desta vez, as alterações foram mais severas e deixaram o design do Palio mais agressivo como um todo, abandonando o aspecto mais conservador do compacto. Por conta disso, a terceira geração do Palio foi apelidada pelos fãs de “pitbull” e é, para muitos, a geração mais bonita desse modelo. 

A dianteira renovada trouxe faróis divididos em dois refletores para as luzes baixa e alta, com um boleado na porção inferior, que são conectados pela nova grade dianteira (não mais pelo capô). O para-choque ganhou novas aberturas com acabamento em preto fosco e perdeu o friso emborrachado, assim como as laterais que ficaram com um aspecto mais limpo.  

Por fim, na traseira, a placa subiu para a nova tampa do porta-malas e as lanternas foram redesenhadas, invadindo discretamente o vidro traseiro. 

Mecânica 

Embora a vida do Palio seja dividida em fases, o compacto teve apenas duas gerações oficiais. Isso porque ele só passou por duas mudanças profundas e o G3 se posiciona exatamente no meio da trajetória do italiano. Antes dele vieram o modelo original e o primeiro facelift, enquanto o último facelift e a nova geração vieram depois dele.  

Ainda sendo um derivado do primeiro de todos, o Palio G3 é montado sobre a plataforma 178, uma variante da 176 utilizada por modelos europeus. 

Ele pode ser encontrado com motores 1.0, 1.3, 1.4 e 1.8, todos aspirados de quatro cilindros, mas com um diferencial significativo diante dos modelos anteriores: a possibilidade de funcionar tanto com etanol quanto com gasolina e qualquer mistura entre esses combustíveis.  

A terceira geração do Palio chegou na era dos motores Flex e marcou uma revolução nesse aspecto, embora tenha mantido outras simplicidades mecânicas como a suspensão traseira por eixo de torção e os freios a disco somente nas rodas dianteiras.

Interior 

Acompanhando o exterior, a cabine do Palio G3 trouxe mudanças significativas em relação aos anteriores, principalmente diante do G2, que tem a parte interior muito semelhante à do primeiro modelo.

A disposição dos elementos principais se manteve inalterada, mas a Fiat encaixou tudo em um novo desenho com novas peças, detalhes de acabamento, iluminação noturna e novos apliques. 

Antes agregado ao rádio por uma cobertura de caimento suave, o painel de instrumentos renovado passou a se abrigar em um tabelier individual, com mostradores reorganizados.

O novo console central trouxe um desenho mais verticalizado mantendo o rádio no topo e, na sequência, os demais comandos e elementos. Volante, bancos e forros de porta também são novos e os revestimentos passaram a ser monocromáticos e decorados por detalhes prateados em locais estratégicos. 

Tecnologia 

Além de ter introduzido a tecnologia Flex na família Palio, o G3 também foi o responsável por inaugurar alguns “mimos” que só eram conhecidos em carros de categorias superiores.

Foi ele, inclusive, o escolhido para inaugurar as versões “apimentadas” da família Palio como o 1.8R. Essa é uma versão de pegada mais esportiva, que traz o motor mais forte disponível para o compacto na época, suspensão levemente rebaixada, detalhes estéticos exclusivos e uma boa lista de itens de série. 

O Palio G3 foi o primeiro a oferecer airbags laterais (além dos frontais), rádio com CD Player e MP3, sensores crepuscular e de chuva, banco do motorista com ajuste elétrico de altura, entre muitos outros opcionais que podiam torná-lo bastante atraente. 

Um de seus principais atrativos/diferenciais é o sistema que permite configurar diversas opções do veículo através da tela do computador de bordo. 

Saiba mais sobre o Fiat Palio neste vídeo:

Principais pontos fortes 

Mercado: 

O Palio pode ser encarado como o Gol da Fiat. Por ter vendido tanto, durante bastante tempo e em uma grande gama de versões, o compacto se tornou uma ótima moeda de troca e é fácil tanto de vender quanto de comprar. 

Usabilidade: 

O Palio G3 é o típico “pau-para-toda-obra”. Seja para usar na cidade ou na estrada, andando sozinho ou com a família, para lazer ou trabalho, o italiano se sai bem e agrada no convívio diário. 

Manutenção:  

As características apresentadas no primeiro ponto também explicam o motivo do Palio ser um carro barato de manter. Os proprietários não encontram problemas na hora de realizar as manutenções, sejam preventivas ou corretivas. 

Principais pontos fracos 

Tecnologia: 

Embora o G3 tenha oferecido tecnologias inéditas para a família Palio e possa ser muito bem equipado, é difícil encontrar alguma unidade que contemple todos os opcionais oferecidos quando o carro era novo.

Por ser um compacto e atuar na faixa de preço dos populares, muitos compradores não viam sentido em gastar para deixá-lo equipado enquanto podiam partir para carros superiores e, sem os opcionais, o modelo não traz nada além do básico para a categoria. 

Eficiência:  

Característica comum aos motores da linha Fire, o condutor do Palio precisa escolher se prefere economizar combustível ou ter mais disposição para dirigir. Os motores não conseguem aliar os dois tópicos ao mesmo tempo, principalmente quando se trata do 1.8 da GM. 

Acabamento:  

A aparência da cabine do Palio G3 melhorou, mas a qualidade caiu. A Fiat trocou algumas porções de tecido por superfícies de plástico rígido, deixou a cabine monocromática e a qualidade das peças não se equipara a dos antecessores 

Principais concorrentes 

Chevrolet Corsa 

Ford Fiesta 

Volkswagen Gol 

Peugeot 206 

Citroën C3